Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Shi

Shi

04
Out16

Dia dos Animais

Shi

a96b58a0-59fd-11e4-bbe8-3dbfd5f8b21c_h_51628966

 

Hoje é dia dos animais e, quem consegue imaginar a vida sem eles?

Todos os dias são dia de ver notícias sobre animais maltratados, lutas e petições para acabar com o sofrimento de cães e gatos, animais em cativeiro e até pedidos de doações para instituições. Eu assino tudo e ajudo sempre que posso. Há certas coisas em que a sociedade não consegue ser racional e deixar o mundo animal evoluir da mesma forma como o nosso. E, quem concorda que o mundo é injusto na forma como trata os animais deve ajudar sempre, da maneira que pode e da forma como consegue. Porque ajudar é a palavra que nos faz acreditar que um dia o mundo animal pode ter direitos. Assim sendo, há coisas que não concordo e outras que nem se quer tolero, deixo-vos alguns exemplos. Relembro-vos que é o meu blog e os textos são de opinião. 

 

 "A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo que os seus animais são tratados"
                                                                                                                                                            Gandhi

 

Talhos

O porquê de sermos obrigados a olhar para aqueles porcos e coelhos apenas sem pele numa montra como se de modelos se tratassem? Tantas opiniões que leio sobre o festival na China, onde há cães mortos para consumo pendurados, e depois não se importam de ver os pobres coelhinhos no expositor?

 

Touradas

Durante muitos anos fui espectadora deste tipo de espetáculo e, até ter noção do que se passava, apreciava a coragem e o talento dos que a arena pisavam. Mas sendo realista, são animais criados com o intuito de um dia lutar numa arena. Uma luta injusta pois a força do touro, e a sua natureza, são traídos pela mão humana. Aplaudir um espetáculo de massacre? Nunca mais. Porque, é exatamente isso, um espetáculo onde a crueldade está em cada farpa que atravessa a pele do animal.

 

 

Abandono

No inverno está frio há aquela necessidade de arranjar algo para nos aquecer os pés e nada melhor que um cão grande ou um gato gordo e peludo. Chega o verão e com ele vem o calor mas quem não vai com ninguém de férias é aquele dono que só quis ser “pai” durante o inverno. Vejam bem como é o homem: ter a capacidade de deixar um animal no meio da rua ou devolvê-lo à instituição com justificações “ os cocós dele agora são gigantes” “ o gato ronrona e o meu vizinho não consegue dormir” ou “ tinha as férias em ibiza marcadas, o hotel não aceitava animais”, não é ser humano é ser um perigo para a humanidade.

Não entendo quem consegue ser cruel ao ponto de abandonar um animal à sua sorte, um animal que tem a sorte de não nascer na rua para lá não deve ser atirado. E os que na rua cresceram devem, um dia, saber o que é ter uma família.

 

Leis

A teoria não corresponde à prática, de forma alguma. Podia partilhar convosco uma situação que aconteceu em maio do ano passado mas, por ainda estar em tribunal, o melhor é permanecer no silêncio. Tudo para tentar dizer que, quantas queixas são feitas, por dia, com o intuito de denunciar casos de mal tratos? Ok, as fotografias e vídeos não são considerados provas mas, se as autoridades não têm permissão para atuar logo como pensam provar o que quer que seja?
Despeço-me com um episódio muito debatido nas notícias, de uns vídeos com cães mortos num canil, e declarações arrasadoras sobre a forma como os tratavam. Ou melhor, mal tratavam. Mortes por afogamento, fome, doenças por falta de limpeza... Terrível e, no meio disto tudo, quem tem lata para dizer que foi vítima de conspirações e do uso de Photoshop? God, noção procura-se. Mais um assunto que ficou em “águas de bacalhau”.

 

Açaimes e cães perigosos

Por já ter falado deste assunto no post “gatinhos gigantes” não vou aprofundar muito. Levámos uma vida inteira a lutar pela igualdade dos direitos. Abolimos a escravatura, as mulheres ganharam o seu lugar, derrotamos os exércitos nazis, lutámos pela liberdade e, agora, há um grupo de cães de raça designada por perigosa? Mas e, se agora, todos os antigos reclusos andassem, na rua, com as mãos algemadas seria justo? Obviamente que não.

 

black-jaguar-gale-9.jpg.imgw.1280.1280

 

 

Na minha casa, e nas que frequento, os animais fazem parte da família. São tratados conforme devem e não há melhor agradecimento do que o olhar deles quando nos vêem a entrar pela porta. Tive a sorte de crescer rodeada de animais. Tive porcos, criei cabritos e até tive direito a um cavalo que, por sua vez, era super hiper mega inteligente. Viver no meio de tantos cães como vivi ,nos primeiros anos da minha vida, fez-me crer que os animais são o melhor do mundo. Fazem-nos rir, sorrir, preocupar e isso torna-nos melhores pessoas pois eles só tem o amor para dar em troca e para amar um animal temos de deixar de olhar só para o nosso umbigo. Já não sei dormir sem a minha gata Shiva, não me sinto segura sem a minha cadela Madalena, não passo sem a agilidade e a simpatia da gata Luanda e óbvio que já não sei o que é não ter um Santini tão apaixonado por mim. 

 

Deixo-vos algumas páginas que sigo:

The Human Society International

ANIMAL

União Zoófila 

The Black Jaguar and White Tiger Foundation

 

 

1 comentário

Comentar post

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Instagram

Mensagens

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D