Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Shi

Shi

05
Out18

O grito republicano| 5 de outubro de 1910

Shi

5 de outubro de 1910, a data de um novo começo. Tenha sido para o bem ou para o mal, hoje comemora-se o 108º aniversário da República. Não deixo que nenhum 5 de outubro passe em branco aqui no blog por isso, este ano não é exepção. 

 

5 de outubro.png

Gravura intitulada por "Os heroes da Revolução Portugueza". Retratos de Teófilo Braga, Bernardino Machado,
Afonso Costa, António José de Almeida e Machado Santos. 

 

Hoje deixo-vos uma mini síntese e uns documentos extraordinários referentes ao dia mais importante na vida de todos os republicanos.  

 

Rebobinando a história, começamos a 31 de janeiro de 1891 no Porto. Um levantamento militar chegou a proclamar a república mas na escadaria da igreja de Santo Ildefonso, o destacamento policial da guarda civil travou o mais temido pela monarquia.

 

Depois de muitos incidentes até ao Golpe de Estado, a 1 de Fevereiro em 1908, a família real desembarca no Terreiro do Paço e aí acontece o grande desastre. O rei D.Carlos e o príncipe herdeiro D.Luís Miguel perdem a vida pelas mãos de vários regicidas, entre eles Alfredo Costa e Manuel Buiça. 

1ºsargento implantação da república.jpg 

 Exposição realizada pelo 1ºsargento, Camilo Augusto Pinto, sobre os serviços que prestou para a implantação da república. 

 

Dois anos passaram e em outubro de 1910, a praça Marquês de Pombal, que na altura não era ainda do marquês mas sim um dos limites da cidade, recebeu republicanos, populares e monárquicos para confrontos. Para lá da praça era apenas um descampado onde se começavam a erguer as primeiras avenidas mas de 4 para 5 de outubro, a rotunda do marquês assume-se como o centro da revolução. 

 

Durante a missão muitos foram os revolucionários que desistiram, como Almirante Reis e Miguel Bombarda por exemplo, o primeiro suicidou-se e o segundo foi morto no hospital por um doente mental. Os monárquicos eram imensos enquanto que os republicanos eram apenas 400 onde mais de metade era popular. Tinha tudo para dar errado! No entanto, os telégrafos, telefones e linhas de comboio foram completamente cortados pelos republicanos, o que fez com que mais tropas monárquicas não conseguissem chegar ao local. 

relatório serviços prestados .jpg

Relatório realizado pelo 2ºsargento, José Lourenço Flores, referente aos serviços prestados pelo seu grupo revolucionário a favor da implantação da república. 

 

Apesar da vantagem notória dos monárquicos ocorre um acontecimento, às sete da manhã de 5 de Outubro, que acelera a revolução. Um diplomata alemão vai ao quartel general monárquico e pede que pausem o combate durante uma hora para que os cidadãos estrangeiros pudessem sair da cidade de Lisboa. Nisto faz o mesmo com os republicanos. No entanto, o diplomata levava consigo uma bandeira branca e, ao chegar ao Marquês, causou euforia entre os populares que rapidamente acharam que era um episódio de redenção por parte dos monárquicos.  

 

Com isto, Machado Santos aceita a proposta e desce a cavalo pela avenida da Liberdade de encontro aos monárquicos. Lá tenta convencer os monárquicos a renderem-se e consegue! Mal ele imaginava que, ao mesmo tempo, o partido republicano já se preparava para instaurar a república. 

 

Às nove da manhã foi proclamada a república por José Relvas na varanda do edifício da câmara municipal de Lisboa. Foi nomeado então o primeiro governo provisório mas foi logo contestado por incluir nomes que não estavam definidos desde o início. Entre eles, Teófilo Braga, Bernardino Machado e Afonso Costa, foram contestados por muitos republicanos, incluindo Machado Santos. Horas depois de ter sido instaurada, a república era já alvo de críticas, talvez porque os principais cabecilhas não estavam no poder ou então porque aninhavam diversas correntes de opinião que depois se dividiram. 

 

família real.png


Caricatura em bilhete postal alusiva ao exílio da família real. Paralelismo entre a fuga da família de Jesus para o Egipto
com a fuga, após a implantação da república, de D.Amélia, D.Afonso de Bragança, D.Manuel II e Paiva Couceiro.  

 

Enquanto isto, a família real foge para o Porto para tentar travar a proclamação da república mas a cidade invicta também tinha aderido à causa republicana. Acaba, então, por desembarcar e exilar-se na Grã Bretanha. Aí começa uma época de grande instabilidade e social em Portugal e que depois se agrava com a 1 guerra Mundial e depois com a ditadura do Estado Novo. 

 

Apenas um resumo do resumo do resumo mas com alguns aspectos importantes que decidiram o futuro de Portugal. Espero que tenham gostado e aproveitem o feriado! 

 

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Instagram

Mensagens

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D